ONU: Sem enfrentar as grandes desigualdades, as questões mais importantes não podem ser resolvidas

correio onu quadradoMichelle Bachelet, alta-comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, ressaltou na terça-feira que a persistência das desigualdades provocou protestos em todo o mundo que "exigem um diálogo respeitoso". "Se as 'grandes desigualdades' não forem abordadas, as questões principais permanecerão sem solução", advertiu Bachelet.

Entre as questões que não podem ser solucionadas sem se enfrentar as desigualdades, a alta-comissária destacou as ameaças representadas pelas mudanças climáticas, os avanços tecnológicos, o sofrimento da população civil diante dos conflitos armados, o deslocamento da população e o desemprego entre os jovens. Bachelet destacou ainda que a desigualdade é comum em todo o mundo, já que "mesmo em estados prósperos, as pessoas se sentem excluídas dos benefícios do desenvolvimento e privadas de seus direitos econômicos e sociais, o que leva à alienação, desconforto e às vezes para a violência ". Leia o relatório completo aqui (em espanhol)

Sobre o Colégio

Colégio Latino-Americano de Estudos Mundiais, programa da FLACSO-Brasil, constitui um espaço acadêmico internacional multi e interdisciplinar, especialmente no âmbito das Ciências Sociais e Humanidades - CSH, com foco no tema das desigualdades, suas causas e efeitos e estratégias de mitigação. 

Informações

E-mail: colegiolatinoamericano@flacso.org.br

Curta a nossa página no Facebook

Casa Franco-Brasileira da Ciência

Edifício Finatec, Sala 218-G, Av. L3 Norte, Campus Darcy Ribeiro, Asa Norte, Brasília, DF – 70910-900

©2019 Colégio Latino Americano de Estudos Mundiais. Todos os Direitos Reservados.

Search